Cosmologia

Observando o céu em Maio 2015

Este mês, Vénus e Mercúrio serão visíveis na direção oeste-noroesteuma hora após o pôr do sol. Mercúrio será visível um pouco abaixo dos 10º acima do horizonte. Vénus estará cerca de 20º acima de Mercúrio. 10º equivalem a esticar o braço com os dedos das mãos esticados e o polegar fletito em direção à palma da mão. Cada dedo equivale a uma amplitude aproximada de 2,5º, pelo que os 4 dedos terão a amplitude de 10º.

Com o avançar da noite, poderemos ver Júpiter por cima de Vénus. A Lua irá cruzar o céu passando entre os dois planetas entre os dias 20 e 24 de Maio.

A partir do dia 22 de Maio, Saturno estará visível toda a noite. Esta altura, é excelente para usar um telescópio para observar os anéis de Saturno dado que se encontram num ângulo de 24º relativamente à órbita terrestre.

Fonte: http://www.nasa.gov/mediacast/whats-up-may-2015

OBSERVAÇÕES DO CÉU EM MARÇO 2015

dicicco_orionbelt_f

 

Após a Lua cheia a 5 de Março, antes do nascer do sol será possível começar a observar o planeta Vénus.

Ao longo do mês, será observável uma das constelações mais conhecidas do hemisfério norte, a constelação de Orion, com 3 estrelas na sua cintura, também conhecidas como as 3 Marias. Na realidade essas estrelas chamam-se Alnitak, Alnilam e Mintaka.

A 20 de Março pelas 18h45, o planeta atravessa o Ponto Vernal. Ponto vernal é o ponto da esfera celeste determinado pela posição do sol quando esse, movendo-se pela eclíptica, cruza o equador celeste, determinando o equinócio da primavera para o hemisfério norte e o de outono para o hemisfério sul .

Este mês temos a mudança da hora no último fim de semana do mês, de 28 para 29 os relógios vão adiantar 1 hora.

Mais informações em: http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/observing-news/tour-march-sky-orion-and-his-belt-02272015/

 

 

OBSERVAÇÕES DO CÉU EM FEVEREIRO 2015

Durante todo o mês de Fevereiro e Março, entre as constelações de Andrómeda e Cassiopeia será visível o cometa Lovejoy. O brilho do cometa é baixo, sendo mais visível em noites de lua nova e sem nuvens. É visível a olho nu, no entanto, se tiver uns binóculos poderá disfrutar melhor.

Para mais detalhes sobre a passagem do cometa, consulte  http://www.skyandtelescope.com/astronomy-news/observing-news/comet-lovejoy-shines/

 

OBSERVAÇÕES DO CÉU EM JANEIRO 2015

 

Para quem gosta de olhar o céu nocturno, este Júpiter está em destaque. Com uns pequenos binóculos já será possível ver com destinção as 4 luas galileicas. Se possuir um telescópio, na noite de 23 para 24, poderá ter um vislumbre das sombras de 3 das luas a serem projectadas sobre Júpiter.

As luas galileicas, são as 4 luas mais próximas do planeta e que foram descobertas por Galileu Galillei. O nome das luas são: Io, Europa, Ganimedes e Callisto.

A famosa tempestade de Jupiter, conhecida desde 1800 tem vindo a diminuir de tamanho. Em 1800 tinha um diâmetro de cerca 25500 milhas. Em 1979, a nave espacial Voyager mediu um diâmetro de 14500. Recentes observações do Hubble mediram um diâmetro de 10250 milhas. Os astrónomos estimam que a Grande Mancha Vermelha tem vindo a diminuir cerca de 580 milhas por ano.

 

Jupiter-moons